j

Lorem ipsum dolor amet, consect adipiscing elit, diam nonummy.

Follow Us

Search

Tempo da Delicadeza

Maison Pouenat

Maison Pouenat

Apartamento em Paris

 

Maison Pouenat nos convida a abrir as portas deste apartamento haussmaniano. O sofisticado espaço reúne pela primeira vez produtos, móveis e luminárias de suas coleções, assinados pelos mais importantes designers franceses. O resultado é um arranjo habilmente orquestrado do qual emerge uma coerência artística e uma elegante harmonia visual.

O fio condutor é o uso do metal, sua metamorfose e criativas aplicações. Aqui, quando usado no mobiliário, são revelados com discrição: no revestimento de uma porta ou de uma parede, de uma estante ou de puxadores … criando um interior contemporâneo requintado, sóbrio e intemporal.

De ferragens artísticas ao mobiliário, a curadoria de coleções, Maison Pouenat ocupa um lugar distinto no mundo da alta decoração. A casa, patrimônio das artes decorativas francesas, apoia os designers de interiores com a sua experiência e savoir-faire em projetos que atendem a uma clientela extremamente exigente.Confira:

 

Maison Pouenat

 

Da esquerda para a direita: Candeeiro de pé à luz de velas, Isabelle Stanislas – Sofá Flamboyant, Stéphane Parmentier – Candeeiro suspenso Yoyo III, Humbert & Poyet – Mesa de centro Pendule, Humbert & Poyet – Consola Fusion, Sybille de Margerie – Luzes de parede Timide, Stéphane Parmentier – Watcher espelho, Rodolphe Parente – Par de poltronas Hunk, RodolpheParente – Luminária de pé Angus, Tristan Auer.

 

Maison Pouenat

Espaço Contemporâneo

 

Designers franceses

 

Maison Pouenat

 

Maison Pouenat

 

Living

 

Da esquerda para a direita: Consoles Damien Langlois Meurinne – sofá Télémaque, Jean-Louis Deniot, cadeiras Pairof Hug, Humbert e Poyet – Versatile Guéridon, Stéphane Parmentier – mesa de centro Passage, Sybille deMargerie – Sélène. Apliques de Jean – Louis Deniot – sofá de tweed, Tristan Auer, painel de parede Pouenat .

 

Maison Pouenat

Savoir-faire francês

 

Hall de Entrada

 

Da esquerda para a direita: apliques de luz do sol, Rodolphe Parente – Méridienne Tranquille, Stéphane Parmentier. Apliques de luz de velas, Isabelle Stanislas.  Par de Moka, arneses François Champsaur. Plafon polar, Humbert & Poyet. Espelho Thetis, Jean-Louis Deniot – Sorbet. Lâmpada Humbert & Poyet. Console Olympe n3, Nicolas Aubagnac.

 

Maison Pouenat

Metais sempre aparecem de uma forma sutil

 

Detalhes

Detalhes que sempre fazem a diferença

 

 

 

Deixe um comentário

Captcha loading...

Assine nossa Newsletter, gratuitamente